Manaus - Brasil

Rua Santo Antenodoro, n 235. Flores

CEP 69058360

Tel. +55.92.98161 - 9631

wyk.connect@gmail.com  | contato

uika.reservas@gmail.com | reservas

© UIKA Experiências Amazônicas | Designed Camila Matos

Experiências Amazônicas

vivências amazônicas

Vivencie a Amazônia e incentive o turismo responsável!

Aqui você encontra o roteiro ideal de Manaus até as comunidades ribeirinhas ou indígenas, individual ou em grupo, com direito a muita culinária amazônica, oficinas de cultura e arte local, hospedagens comunitárias, viagem de barco e apoio à atividades de desenvolvimento local em comunidades da Amazônia. Confira nossos destinos!

tumbira

É uma comunidade ribeirinha às margens do Rio Negro, que data de 1986. A origem de sua população decorre de um processo migratório de várias famílias do Nordeste do Brasil ou de outras regiões da Amazônia e algumas do próprio Rio Negro. Os incentivos para as migrações foram a produção extrativista, durante os séculos XIX e XX.

A comunidade está cercada de belezas naturais amazônicas, de talentos e protagonistas comunitários e de anfitriões acolhedores e calorosos.

Esta vivência está disponível para viajantes solo e para   grupos. Escolha sua opção favorita e acesse mais detalhes.

acajatuba

Acajatuba é uma região de lago afluente do Rio Negro, aonde algumas comunidades riberinhas se encontram, entre elas está Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, aonde acontece nossa vivência. A comunidade se encontra à margem direita do Rio Negro, localizada 70 km de Manaus. Além disso, pertence a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro, uma unidade de conservação, junto a outras 18 comunidades ribeirinhas.

Esta vivência está disponível para viajantes solo e para grupos.

Escolha sua opção favorita e acesse mais detalhes.

baré

Ao longo do Rio Cuieiras existem seis comunidades indígenas, que juntas reivindicam pela demarcação de suas terras. Mais da metade dos moradores das comunidades do Rio Cuieiras migraram de Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira, alguns também de Manaus. Nossa vivência acontece na quarta comunidade rio acima, chamada Nova Esperança.

 

Sua fundação data de 1990, quando uma família sai de Santa Isabel do Rio Negro em direção a Manaus em busca de melhores condições de vida e começa uma nova vida na região que hoje compreende a comunidade.  Essa vivência se chama Baré porque há uma predominância do grupo indígena Baré na comunidade.

Esta vivência está disponível para viajantes solo e para   grupos. Escolha sua opção favorita e acesse mais detalhes.

acajatuba

Acajatuba é uma região de lago afluente do Rio Negro, aonde algumas comunidades riberinhas se encontram, entre elas está Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, aonde acontece nossa vivência. A comunidade se encontra à margem direita do Rio Negro, localizada X km de Manaus. Além disso, pertence a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro, uma unidade de conservação, junto a outras 18 comunidades ribeirinhas.

Esta vivência está disponível para viajantes solo e para grupos.

Escolha sua opção favorita e acesse mais detalhes:

baré

Ao longo do Rio Cuieiras existem seis comunidades indígenas, que juntas reivindicam pela demarcação de suas terras. Mais da metade dos moradores das comunidades do Rio Cuieiras migraram de Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira, alguns também de Manaus. Nossa vivência acontece na quarta comunidade rio acima, chamada Nova Esperança.

 

Sua fundação data de 1990, quando uma família sai de Santa Isabel do Rio Negro em direção a Manaus em busca de melhores condições de vida e começa uma nova vida na região que hoje compreende a comunidade.  Essa vivência se chama Baré porque há uma predominância do grupo indígena Baré na comunidade.

Esta vivência está disponível para viajantes solo e para grupos.

Escolha sua opção favorita e acesse mais detalhes: