Manaus - Brasil

Rua Santo Antenodoro, n 235. Flores

CEP 69058360

Tel. +55.92.98161 - 9631

wyk.connect@gmail.com  | contato

uika.reservas@gmail.com | reservas

© UIKA Experiências Amazônicas | Designed Camila Matos

Experiências Amazônicas

Valores

  • Valorizar a cultura AMAzônica

  • Co-criar experiências com atores do turismo local

  • Prezar pelo protagonismo de empreendedores locais

  • Maximizar o impacto positivo produzidos pelas experiências

Visão

Missão

Promover vivências e experiências pela AMAzônia, que vão da cidade até a floresta, proporcionando encontros entre os viajantes e atores locais que promovem um turismo positivo que impacta indivíduos e destinos na AMAzônia.

Ser referência no desenvolvimento de um turismo que impacte socialmente, economicamente, ambientalmente e apoie a diversidade cultural da AMAzônia de maneira positiva, até 2021.

Como fazemos?

Criatividade & Capital Intelectual

Não existe lugar no mundo que não possua alguma característica histórica, social e cultural que não possa ser mobilizada produtivamente em prol do seu desenvolvimento socioeconômico.

Foto UIKA

Daniele Ferreira

Bianca Machado

Taylon Retto

Beathriz Defaveri

 ANFITRIÕES UIKA 

Como nasceu a UIKA?

WYK da língua indígena kambeba, adotado por nós como UIKA, significa viajante, um habitante da fronteira, que vive em um lugar aonde pode ver os dois mundos, mas olha rumo ao desconhecido. É um viajante nada convencional.

A UIKA foi batizada por um jovem de uma comunidade indígena kambeba, chamado Muipiruata, no rio Cuieiras, cerca de 60 km de Manaus durante uma visita à comunidade.

 

Foto X-Lab Manaus

Dois anos depois nasce a UIKA,  uma produtora de experiências AMAzônicas para viajantes nada convencionais. Onde o protagonismo das vivências que vão da cidade até a floresta, são apenas realizados por empreendedores locais. Com a proposta de apoiar e valorizar a economia criativa local envolvida no fazer turismo na AMAzônia e também em possibilitar o impacto positivo social, econômico e ambiental nos destinos em que atuamos. 

Foto João Canto

Em 2016, a Camila Matos, que é fundadora da UIKA, e seus amigos do X - Lab  Manaus passam a realizar várias viagens de voluntariado pela AMAzônia e acabam conhecendo muitos destinos, pessoas e histórias incríveis. E durante uma conversa com um dos seus amigos surge algumas ideias para uma agência de viagens e turismo local.

 TIME UIKA 

Camila Matos

Breno Alves

  • LinkedIn Camila Matos
  • LinkedIn Breno Alves

Fundadora da UIKA, Camila é natural de Manaus (AM), turismóloga, designer, game master em jogos que treinam jovens para serem a mudança que querem para o mundo, líder em desenvolvimento sustentável pela FAS e SDSN, pesquisadora nas horas vagas e embaixadora da Vamos no estado do Amazonas, uma rede nacional que incentiva espaços seguros para mulheres viajarem.

Apaixonada por história, cultura, gastronomia e educação, trouxe para o DNA da UIKA e das nossas experiências bastante disso.

É consultora de negócios e experiências turísticas de empreendedores que se encontram na cidade e na floresta. 

Co-fundadora do X- Lab Manaus, um projeto piloto de um game chamado Jornada X, que estimula o surgimento de equipes comunitárias para a inovação social de acordo com os objetivos do milênio, realizado pela Live Lab. Também é excelente anfitriã local nas experiências da UIKA, mas isso você tem que conferir de perto.

Gerente administrativo financeiro da UIKA, Breno é natural de Santarém (PA), Estatístico por formação, cientista de dados, pesquisador e entusiasta da programação, inteligência artificial, gastronomia e música. Apaixonado por viagens, sempre buscou explorar e vivenciar o melhor da cultura, história e gastronomia dos lugares em que já passou. 

Teve grande envolvimento em projetos da área de saúde, com destaque para o "Programa Saúde e Cidadania", cujo objetivo era contribuir em prol da autonomia nos cuidados com a saúde dos indivíduos da população residente de Silves, Itapiranga e Urucurituba.

No terceiro setor, atuou na ONG Fundação Amazonas Sustentável (FAS). Participou do projeto "Observatório da Educação", que teve o objetivo de monitorar mais de 400 escolas ribeirinhas do Amazonas. No Programa Bolsa Floresta (PBF), foi responsável pela gestão de indicadores das cadeias produtivas assistidas pela FAS no Amazonas.

No mercado privado, apoiou no desenvolvimento de projetos de Bussiness Analytics (BI) e Machine Learning  na Oracle do Brasil Sistemas, sediada em São Paulo/SP. 

Atualmente, é consultor em tendências de mercado e novos negócios.